-| footerfacebookicon   footertwittericon  footerrssicon

Diarreia

Dicas Lab Animal_07Os animais estão bem e, de repente, uma diarreia! Fezes pastosas a líquidas.

Não precisamos nos desesperar, a diarreia é uma forma de expulsar algo ruim do corpo.

Pode ser causada por uma alimentação inadequada, por mudança abrupta na dieta, por alguma doença como um verme, um vírus ou uma bactéria, por defeitos na digestão, por medicamentos e até pela ingestão de um corpo estranho, como por exemplo uma bolinha!

Por isso, os donos devem prestar atenção na quantidade de vezes e intensidade desse problema, persistindo, deverão levar o
animal ao veterinário para uma avaliação.

O veterinário avaliará as possibilidades e pedirá exame de fezes, podendo encontrar parasitas ou distúrbios alimentares, exames que possam mostrar um corpo estranho, como ultrassom e raio x, além de exames de sangue, que possam confirmar uma patologia.

Fica a dica: Sempre forneça água filtrada ao seu animal, mantenha a vacinação e vermifugação em dia, não troque abruptamente a alimentação e presenteie com brinquedos de acordo com seu porte.

 

 

Ascite

Dicas Lab Animal_06

Quando percebemos que a barriguinha de nossos animais está maior do que o normal, um pouco endurecida e que isso aumenta a cada hora, parecendo ter líquido dentro, então é hora de procurar ajuda de um veterinário! Isso pode ser ascite!

Geralmente o veterinário detecta que existe mesmo uma grande quantidade de líquido dentro do abdômen do seu animal e solicita o exame mais comum para fechar este diagnóstico: o ULTRASSOM ABDOMINAL.

O ultrassom poderá também mostrar alterações nos órgãos que podem justificar esse extravasamento de líquido, como por exemplo uma alteração no fígado, ou um tumor. Além disso, é ideal realizar uma ANÁLISE deste líquido, que será retirado com uma seringa, para indicar que tipo de material é aquele e auxiliar no tratamento. Um exemplo da importância desta retirada é quando o animal sofreu um acidente e pode ter rompido algum órgão, como por exemplo a bexiga e teremos urina dentro do abdômen, ou um outro órgão que pode estar sangrando e encontraremos sangue dentro do abdômen! Outro exemplo, seria este acúmulo de líquido ser causado por um parasita de gatos chamado Corona vírus, que debilita o animal e causa entre outros problemas, a peritonite infecciosa felina (PIF). Outras causas seriam a baixa de proteína, um mal funcionamento do coração, etc.

Com todos esses exemplos podemos entender melhor a importância de procurar rápido a ajuda de um médico veterinário que irá encaminhar o paciente ao Centro de Diagnóstico para realizar os exames necessários e finalmente tratar esse distúrbio com um diagnóstico preciso.

 

Carrapatos

Olá, seu animal já teve carrapatos? Não? Tem certeza?Dicas Lab Animal_05

Muitas vezes não podemos ter certeza de que a nossa resposta é real, esses bichinhos podem picar e sair do animal antes que
sejam encontrados! E podem prejudicá-los provocando coceira, vermelhidão, alergia, perda de sangue, que dependendo da infestação, pode debilitar severamente o animal.

Mas hoje, gostaria de lembrá-los que existe uma doença ainda mais grave que é transmitida por esse ácaro e pode levar a morte:
a doença do carrapato.

Essa doença é provocada por parasitas transmitidos através da picada do carrapato, esses parasitas causam a quebra das hemácias e plaquetas, levando o animal a ter anemia.

Como as hemácias são responsáveis por transportar o oxigênio, o animal se sentirá fraco e poderá sangrar ainda mais, devido a falta das plaquetas. Em alguns casos o tratamento inclui até transfusão sanguínea.

Se desconfiar que seu animal possa estar com falta de apetite, mais cansado, com mucosas menos vermelhas do que o normal, ele
pode estar com a doença do carrapato.

Não deixe de procurar um veterinário, que o examinará e pedirá exames de sangue, como por exemplo, um simples HEMOGRAMA e até exames imunológicos mais completos, como SOROLOGIA ou PCR para determinado tipo de parasita (Ehrlichia, Babesia, Mycoplasma), os quais detectarão a doença.

O tratamento no início da doença, tem maiores chances de sucesso!!!

Fica a dica: mantenha seu animal longe dos carrapatos, existem no mercado coleiras, xampus, talcos, diversos tipos de produtos
que repelem os carrapatos e é sempre bom vasculhar entre os pelôs!

Hipotireoidismo

Dicas Lab Animal_04

Muitas pessoas não sabem, mas animais também podem apresentar distúrbios na tireóide e desenvolver por exemplo: hipotireoidismo!

Geralmente o cachorro ou gato ganham peso, podem ter queda de pelos ou modificar a cor da pele e apresentar feridas, podem sentir mais frio, procurando ficar deitado ao sol ou em lugares mais quentes e ficam menos ativos e mais sonolentos do que o normal.

Isso tudo acontece porque os hormônios da tireoide influenciam muito no nosso metabolismo e se eles estiverem diminuídos as nossas células irão trabalhar lentamente e consequentemente aparecem os sintomas!

Alterações na glândula tireóide como inflamação, atrofia, tumor, entre outras coisas e até alterações em outras glândulas que influenciam ela, como por exemplo a hipófise, podem ser o motivo da diminuição na produção dos hormônios da tireóide e para saber exatamente o que está causando essa diminuição é necessário fazer exames laboratoriais, como ultrassom e dosagem destes hormônios no sangue e se necessário até punção ou biópsia da tireóide.

Os hormônios da tireóide são: T3, T4 e T4 livre, quando estes estiverem baixos, o médico veterinário continuará investigando a causa para fechar o diagnóstico, pedindo mais exames.

Geralmente o prognóstico é favorável, porque facilmente pode ser tratada com medicação oral e geralmente as alterações melhoram logo. O animal precisa ter acompanhamento veterinário para sempre e terá uma ótima qualidade de vida.

Então estejam sempre atentos as mudanças de comportamento e levem seus pets pelo menos duas vezes por ano ao veterinário que após a consulta, quando necessário irá pedir exames complementares e garantir que tudo esteja dentro dos níveis de normalidade para a espécie!