-| footerfacebookicon   footertwittericon  footerrssicon

ultrassom

Outubro Rosa Pet

Dicas Lab Animal_012Estamos no mês de Outubro, mês em que tentamos conscientizar as pessoas sobre o câncer de mama que afeta tantas mulheres no mundo todo e tem um alto índice de mortalidade.

Aproveitamos para divulgar que os nossos pets também podem ter esta doença.

Então gostaria de pedir para vocês, donos, também que durante o carinho, a brincadeira com seu pet sempre palpar as mamas de nossas gatinhas e cadelinhas e quando sentir algum “caroço” ou qualquer anormalidade devem procurar um médico veterinário.

Geralmente após examinar, ele irá indicar uma citologia deste nódulo, que nada mais é do que puncionar o local com uma agulha fina várias vezes e depois observar no microscópio, o patologista poderá nos dizer se este material é uma inflamação, gordura, infecção, tumor benigno ou até maligno e em raros casos o patologista pode não fechar o diagnóstico e sugerir que seja feita a retirada da mama, com uma boa margem de segurança para fazer o histopatológico e ai sim, saber exatamente do que se trata.

A medicina veterinária já possui tratamentos como por exemplo a quimioterapia, que irá aumentar a qualidade de vida do animal e talvez melhorar sua expectativa de vida! É importante também investigarmos a possibilidade de metástase, que acontece quando o tumor atinge outro órgão do animal, utilizamos raio X do tórax para excluir metástase em pulmão, por exemplo, usamos o ultrassom abdominal para descartar que possa ter se espalhado a doença para fígado, baço, rins, entre outros órgãos e tudo isso ajudará o oncologista a seguir o melhor caminho para ajudar seu pet a passar por essa batalha contra o câncer com qualidade de vida!

Esse assunto torna-se um tabu por ter um prognóstico reservado, mas acreditamos que quanto mais informação os donos tiverem, mais cedo poderemos diagnosticar essas alterações e tratar o quanto antes também!

Vale ressaltar que a castração por diminuir a quantidade de hormônios circulantes pode diminuir bastante o risco de tumor de mama, elevando a expectativa de vida consideravelmente!

 

 

Diabetes

Dicas Lab Animal_09Olá pessoal.

Hoje estamos aqui para falar sobre um assunto cada vez mais comum em nossos animais: diabetes!

Os animais com diabetes começam a tomar mais água e fazer mais xixi. Muitas vezes fazem xixi em locais onde geralmente nunca fariam, para nos mostrar que existe algo de errado com eles! O animal também pode emagrecer.

Ao perceber essas mudanças é necessário procurar um veterinário que irá pedir um exame de sangue simples: Glicemia.

Para realização do exame é necessário ficar pelo menos 8 horas em jejum alimentar. A glicose estará acima dos valores de referência para a espécie, por isso o jejum é tão importante! E, assim, fecharemos o diagnóstico de diabetes.

O tratamento é feito com a reposição do hormônio Insulina. Esta doença pode ser controlada com alimentação específica, horários mais regrados e mudança em alguns hábitos, o que dá qualidade de vida ao animal e ele retornará a uma vida normal e mais saudável.

Para evitar que uma doença dessas nos pegue de surpresa, é indicado realizar a cada 6 meses um check-up em seu animal, incluindo nos exames de sangue de rotina a dosagem de glicose.

 

 

Infecção de urina.

Dicas Lab Animal_08Muitos cães e gatos têm infecção de urina. Isso ocorre principalmente em animais que, por algum motivo, retém urina. Pode acontecer também por estresse e por predisposição a formação de cristais.

O animal sentirá dor ao urinar, irá se lamber com maior frequência e pode apresentar urina avermelhada, o que pode ajudar seu proprietário a perceber o problema. Eles podem também apresentar febre.

Na consulta, o médico veterinário irá solicitar exame de Urina tipo I e cultura com antibiograma da urina. A urina é coletada no Lab Animal por uma punção diretamente na bexiga, com agulha e seringa estéreis e guiada por ultrassom.

Esses exames revelam informações importantes para que o médico entre com o medicamento específico para determinada bactéria e provavelmente faça a troca da ração a fim de evitar a formação de cristais, mudando o pH da urina e evitando a formação de cálculos.

Fica a dica: mantenha sempre água a vontade para seu animal e não o deixe muitas horas sem urinar.

Diarreia

Dicas Lab Animal_07Os animais estão bem e, de repente, uma diarreia! Fezes pastosas a líquidas.

Não precisamos nos desesperar, a diarreia é uma forma de expulsar algo ruim do corpo.

Pode ser causada por uma alimentação inadequada, por mudança abrupta na dieta, por alguma doença como um verme, um vírus ou uma bactéria, por defeitos na digestão, por medicamentos e até pela ingestão de um corpo estranho, como por exemplo uma bolinha!

Por isso, os donos devem prestar atenção na quantidade de vezes e intensidade desse problema, persistindo, deverão levar o
animal ao veterinário para uma avaliação.

O veterinário avaliará as possibilidades e pedirá exame de fezes, podendo encontrar parasitas ou distúrbios alimentares, exames que possam mostrar um corpo estranho, como ultrassom e raio x, além de exames de sangue, que possam confirmar uma patologia.

Fica a dica: Sempre forneça água filtrada ao seu animal, mantenha a vacinação e vermifugação em dia, não troque abruptamente a alimentação e presenteie com brinquedos de acordo com seu porte.